Linhas retas e sem apelo, visual pobre e interior sem graça não são sinônimos de carro barato. Ao menos para a Honda. A montadora contrariou suas rivais Toyota e Renault ao apresentar nesta terça-feira, 30, o Brio de produção, no Salão da Tailândia.

O compacto, derivado do conceito New Small Concept, mostrado no começo do ano, ganhou quatro portas e um visual ainda mais rebuscado, uma surpresa para a faixa de atuação do modelo. Mais curto e mais largo que um Gol, o Honda Brio utiliza a famosa arquitetura compacta da marca, que permite oferecer espaço interno generoso com dimensões modestas.

O visual agressivo ganhou a companhia de um para-choque mais esportivo e de rodas complexas. Além disso, o interior, embora de concepção simples, é bem equipado: traz ar-condicionado, vidros e travas elétricos, câmbio automático, conta-giros e um rádio semelhante ao do sedã City.

Claro que a configuração apresentada do Brio – que a Honda ainda chama de protótipo – serve apenas para exibir suas potencialidades. A versão de produção que será vendida na Índia e na Tailândia a partir de março de 2011 será mais simples.

No curto comunicado da marca, não há indicação da motorização nem a respeito da venda em outro mercados, mas é sabido que a filial brasileira produzirá o Brio aqui a partir de 2012 para enfrentar o Etios, o compacto que a Toyota mostrará oficialmente nesta quarta-feira, na Índia, e que começa a ser fabricado no Brasil daqui há dois anos.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/