Na segunda parte da nossa série de comparativos entre o Jeep Renegade e o Honda HR-V, mostramos dois aspectos diferentes dos dois utilitários esportivos, a conectividade e o espaço para bagagem.

Relembrando as versões avaliadas, AUTOO andou no Honda HR-V EX CVT 1.8 e no Jeep Renegade Longitude 1.8 automático de 6 marchas. No caso deste último, vale ressaltar que o exemplar emprestado pela FCA veio com todos os opcionais disponíveis, portanto, com preço final de quase R$ 100 mil – sem eles o preço é de R$ 80.900.

 
 
Renegade e HR-V: os dois SUVs mais comentados do momento analisados em vários ângulos Renegade e HR-V: os dois SUVs mais comentados do momento analisados em vários ângulos
Jeep Renegade e Honda HR-V Jeep Renegade e Honda HR-V
Jeep Renegade e Honda HR-V Jeep Renegade e Honda HR-V
Honda HR-V EX Honda HR-V EX
Jeep Renegade Longitude Jeep Renegade Longitude
Jeep Renegade Longitude Jeep Renegade Longitude
Jeep Renegade Longitude Jeep Renegade Longitude
Jeep Renegade Longitude Jeep Renegade Longitude
 
 

Conectividade e equipamentos

O HR-V EX vem equipado com uma central multimídia mais simples, com 5 polegadas e sem navegador. Também não existe o espelhamento do smartphone, como ocorre na versão EXL. O sistema, no entanto, é fácil de operar, desde o emparelhamento até o uso do viva-voz para telefone ou música. Há ainda a câmera de ré para ajudar no estacionamento.

O modelo vem equipado com controles satélites no volante para o som e para o controle de cruzeiro além de botões para operar o bluetooth. O ar-condicionado é manual no EX e o painel de instrumentos possui três mostradores circulares, sendo um deles digital, onde é exibido o computador de bordo.

O acabamento é bom, mas sem luxos. A boa sacada do console elevado permite guardar objetos de certa forma escondidos da visão.

O Jeep Renegade flerta com a ideia de um carro premium por isso ao entrar no SUV tem-se a impressão de estar num modelo muito mais caro. Isso fica mais claro porque o veículo usado na gravação do vídeo está carregado de opcionais, quase todos bem interessantes, mas que o colocam em outro patamar de preço.

A central multimídia mostrada, com 6,5 polegadas UConnect e touchscreen, é comprada à parte – a padrão tem 5 polegadas e menos recursos. Como em carros da Fiat, o item é vendido em pacote que inclui rodas aro 18 (as normais são aro 17) e bancos de couro.

Já o ar-condicionado é digital dual zone de série, uma vantagem em relação ao HR-V. Entre outros opcionais do Renegade estão o Park Assist, detector de pontos cegos e faróis de xenônio, equipamentos que não existem no Honda em nenhuma versão.

Outro diferencial do Jeep, mas que também é opcional, é o painel de instrumentos com painel digital de 7 polegadas.

Porta-malas

Se o Renegade enche mais os olhos em equipamentos, o HR-V sobra em espaço para bagagens. O porta-malas do modelo japonês comporta 430 litros contra apenas 260 litros do Jeep. O melhor aproveitamento interno do Honda permite que você possa transportar não só mais itens como também objetos volumosos com tranquilidade.

E não é só: o HR-V possui o piso do bagageiro mais baixo que o Renegade, o que facilita o manejo de malas pesadas, por exemplo.

Neste sábado, falaremos do espaço interno e da versatilidade do Jeep Renegade e do Honda HR-V.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |

Veja mais notícias da marca