Com seu porte mais ‘musculoso’ e altura elevada, o utilitário esportivo tem uma vocação natural para o off-road, mas é no meio da cidade que ele, muitas vezes, acaba encontrando sua razão de viver. Seja na posição de dirigir mais alta ou pela facilidade em entrar e sair, o SUV agrada muita gente e serve como uma boa opção de carro urbano. Mas como é dirigir o Jeep Renegade e o Honda HR-V na cidade?

AUTOO levou os dois modelos para uma volta rápida e mostra no vídeo abaixo o que eles têm de melhor.  

O Renegade, por exemplo, tem um pacote técnico interessante: é equipado com uma suspensão traseira independente, que sabe lidar com pisos irregulares. Sua direção tem assistência elétrica e é super fácil de manusear em baixas velocidades. Apenas o motor 1.8 E.torQ Evo, com 132 cv, deixa um pouco a desejar – a transmissão de seis marchas, no entanto, compensa um pouco essa falta de ânimo.

O Jeep também se destaca pela ampla visibilidade, incluindo aí os imensos retrovisores externos. Para quem mora em cidades cheias de ladeiras, o SUV também ajuda com recursos como o assistente de partida em rampa.

Se o Renegade vai bem na cidade, o HR-V é um modelo urbano por essência. Nem espere por tração integral ou qualquer auxílio off-road. O Honda não quer saber de ambientes inóspitos. Em compensação, ele se dá muito bem no asfalto. O motor 1.8 flex de 140 cv é forte o suficiente para encarar a maior parte das tarefas, e o câmbio CVT entrega torque sempre que precisamos.

Assim como o Jeep, o HR-V também tem direção elétrica, porém, mais balanceada e direta. Outro recurso comum é o assistente de partida em rampa e o Brake Hold, que freia o carro em semáforos, evitando aquela sensação chata de ter que segurar o carro no pé. 

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |

Veja mais notícias da marca