O novo Civic está chegando. A Honda divulgou nesta sexta-feira (18) as primeiras imagens da versão final da nona geração de seu carro-chefe para os Estados Unidos, onde estreia ainda no primeiro semestre deste ano nas versões sedã, cupê, híbrido, HF (motor movido a GNV) e o esportivo Si. No Brasil, o modelo, por enquanto apenas na versão três volumes, começa a ser fabricado em Sumaré (SP) a partir de julho com início das vendas previsto para agosto.

A versão final da nona geração do Civic muda pouco em relação ao conceito apresentado no Salão de Detroit, nos EUA, em janeiro deste ano. Faróis e lanterna, por exemplo, ganharam uma concepção mais conservadora, assim como os desenhos dos para-choques e grade frontal. Por dentro, o modelo mantém o mesmo formato tradicional da linha anterior, porém, com algumas diferenças, como o volante multifuncional redesenhado e o aumento da parte superior, que passa a abrigar com uma pequena tela ao lado do velocímetro digital.

O sedã na versão para os EUA mantém motor 1.8 i-VTEC de 141 cv, entretanto, segundo a Honda, com ajustes para consumir menos combustível: roda 16 km/l combinando os ciclos urbano e rodoviário. A versão HF, que usa o mesmo bloco, porém movido a gás natural, percorre em média 17,1 km/l. Já o Civic Hybrid combina o propulsor 1.5 ao gerador elétrico (alimentado por baterias de ion lítio) para rodar em média 19,1 km/l e seu câmbio é CVT.

A versão Si, por outro lado, tem motor totalmente novo: 2.4 de 202 cv e 23,5 kgfm de torque, associado ao câmbio manual de 6 marchas. Dados desempenho ainda não foram divulgados.

Novo Civic brasileiro

Por aqui, a nova geração do Civic manterá o mesmo motor 1.8 16V i-VETEC flex com seus 140 cv nas opções com câmbio manual  e automático, ambos com 5 marchas. O modelo esportivo Si nacional, contudo, não deve ser continuado na nova geração por conta de seu baixo volume de vendas. Antes de se despedir, no entanto, o atual Civic ganhou a versão SE.

Thiago Vinholes

|