Os números são preliminares em alguns casos, mas não resta muita dúvida sobre o crescimento do grupo Hyundai-Kia este ano. Terminado o 1º semestre, os coreanos fecharam à frente da Ford em vendas mundiais (veja gráfico na galeria de imagens).

A diferença teria sido de apenas 8 mil unidades ( 2,153 milhões para a Hyundai contra 2,145 milhões da Ford), mas não há dúvida que os asiáticos estão investindo pesado nesse momento em que as grandes marcas tentam resolver seus problemas financeiros.

Com isso, a Hyundai-Kia passa a ser o 5º maior grupo automotivo do mundo e não o 4º, como divulgado na imprensa. Isso porque os números do grupo Renault-Nissan aparecem separados em algumas estatísticas. Juntos, no entanto, as marcas dirigidas pelo brasileiro Carlos Ghosn somam mais de 2,6 milhões de veículos vendidos mundialmente, atrás apenas da Volkswagen – a que menos perdeu mercado entre as grandes – e as tradicionais líderes GM e Toyota.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |