Numa pesquisa realizada pela reportagem de AUTOO durante o Salão do Automóvel, alguns visitantes se diziam satisfeitos com seus carros da Hyundai. Outros, inclusive, juraram que optariam por um Hyundai a um BMW, por conta do suposto nível de qualidade similar, entregue por um preço consideravelmente menor. Houve quem revelasse não ter se arrependido de trocar um Lexus por um Azera. Mas, aparentemente, convencer fãs de BMW, Audi e Mercedes que um Hyundai vale tanto a pena não é tão fácil nos EUA. 

Em entrevista ao The Wall Street Journal, o diretor da Hyundai nos EUA, John Krafcik, garantiu que a marca sul-coreana estuda seriamente a possibilidade de separar seus modelos mais luxuosos do restante da linha, criando uma marca independente, focada em automóveis Premium – assim como faz a Honda com a Acura, a Nissan com a Infiniti e, o exemplo mais emblemático, a Toyota com a Lexus.

Provavelmente batizada de Genesis, a nova marca poderia ter próprias concessionárias ou dividir o espaço com as lojas da Hyundai já existentes. Um dos modelos que certamente faria parte da gama Genesis seria o Equus. 

Rodrigo Mora

|