Mais vítimas da concordata da Chrysler começam a surgir após os planos da empresa terem sido apresentados à justiça dos Estados Unidos. Entre eles, dois famosos veículos da montadora, que devem ser, na melhor hipótese, vendidos para terceiros ou desaparecer.

Estamos falando do esportivo Viper, da Dodge, e do Wrangler, o legítimo sucessor do jipe original. De acordo com os documentos da concordata, ambos estão no que está sendo chamado de “velha Chrysler”, um amontoado de ativos que não passarão para a parceria com a Fiat.

A suspeita se baseia na inclusão da fábrica de Conner, em Detroit, onde é feito o Viper, que está entre as oito unidades que serão eliminadas ou vendidas. Com o Wrangler, a situação é pior: para voltar a ser produzido, o modelo precisará de um comprador disposto a investir ao menos US$ 500 milhões. A Chrysler ainda tem esperança de repassar os dois famosos veículos para outros interessados, mas a falta de interessados pode arruinar seu objetivo.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |