Como mostra o volume de vendas registrado no mercado mundial, o visual diferenciado parece não ser um problema para o Jeep Cherokee, e sim uma solução para atrair novos olhares. Durante o primeiro semestre, o SUV teve aumento de 31% nas vendas nos Estados Unidos. E como em time que está ganhando não se mexe, a marca deve manter parte das linhas do carro na linha 2017.

A próxima versão do Cherokee está prevista para ser lançada em meados do ano que vem e deve trazer as primeiras mudanças estéticas do modelo. De acordo com o chefe da Jeep, Mike Manley, em entrevista ao site Automotive News, o utilitário-esportivo deve manter o “estilo e forma gerais” na linha reestilizada, assim como seu posicionamento diferenciado na linha da fabricante norte-americana.

Logo, o Jeep Cherokee 2017 deve manter os faróis auxiliares separados dos principais, além das linhas marcantes e robustas. Ainda de acordo com o executivo, a Jeep vai continuar aplicando melhorias na mecânica, logo após resolver uma falha no software da transmissão automática de nove velocidades, que afetou os primeiros exemplares do novo modelo. 

 
 
Jeep Cherokee: versão de estreia no Brasil é a Limited Jeep Cherokee: versão de estreia no Brasil é a Limited
Estilo, já a cargo da Fiat, mistura elementos polêmicos Estilo, já a cargo da Fiat, mistura elementos polêmicos
Interior é um dos pontos altos do novo Cherokee Interior é um dos pontos altos do novo Cherokee
Modelo é agora um produto global Modelo é agora um produto global
Frente do novo Cherokee demora a fazer sentido Frente do novo Cherokee demora a fazer sentido
 
 
Redação

Redação |