A Jeep tinha esperança que o Renegade fizesse isso, mas foi o maior e mais caro Compass que tirou a liderança em vendas entre os utilitários esportivos do HR-V no Brasil. Graças aos quase 500 exemplares a mais que SUV médio vendeu em relação ao Honda agora o Jeep acumula 39,5 mil emplacamentos em 2017 contra 39,4 mil do SUV compacto.

É um feito e tanto para um veículo que custa a partir de R$ 108 mil, praticamente o mesmo valor da versão Touring do HR-V, a mais cara do modelo japonês. E a chance de os emplacamentos terem sido “contaminados” por vendas corporativas ou frotistas é mínima nesse patamar de preços, ou seja, trata-se de um automóvel de evidente preferência do público.

O Compass já dava sinais de que poderia superar o HR-V desde o início do ano. Desde abril, o Jeep reveza a liderança mensal entre os SUV com o Honda, que experimenta uma fase de leve redução nas vendas – nessa mesma época em 2016, o HR-V acumulava 47,7 mil unidades vendidas, queda de 17,4% este ano. Se o HR-V enfrenta hoje uma concorrência mais numerosa o Compass “nada de braçada” entre os SUVs médios. O rival mais próximo é o Hyundai ix35, mas que teve até agora apenas 8,4 mil emplacamentos.

Jeep família

E qual pode ser a razão de tamanho sucesso? Certamente, várias. Apesar de ser um SUV médio, o Compass tem dimensões pouco maiores que a de alguns compactos. Isso tem a ver com a sua plataforma, a mesma do Renegade. O resultado é uma escala de produção muito maior que torna o Jeep mais barato de fabricar. De quebra, ele é feito no Brasil enquanto seus concorrentes diretos ou são importados ou acabam apenas montados (CKD) no país, como é o caso do ix35.

A explicação não é apenas técnica, o Compass também se beneficiou de incorporar o espírito Jeep como nenhum outro modelo recente. Mesmo o Renegade, um veículo de grande procura e cheio de “easter eggs” (referências à marca espalhadas pelo carro), não remete tanto aos clássicos SUVs da Jeep. De quebra, o Compass atrai um público mais amplo já que oferece mais espaço interno, ou seja, acomoda bem uma família, ao contrário do Renegade, além, é claro, de ser um carro muito bom de dirigir.

A liderança entre os SUVs pode até voltar a mudar de mão no futuro, mas o Compass será ainda por muito tempo um motivo de alegria para sua dona, a FCA.

 
 
Jeep Compass 2018
 
Jeep Compass 2018
Jeep Compass 2018
Jeep Compass 2018
 
Jeep Compass 2018
Jeep Compass 2018
Jeep Compass 2018
 
Jeep Compass 2018
Jeep Compass 2018
Jeep Compass 2018
 
Jeep Compass 2018
Jeep Compass 2018
 
 
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/