A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) autorizou o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016 a usar de óleo diesel B20 (diesel com 20% de mistura de biodiesel) nos geradores de energia elétrica durante os eventos dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.

O consumo previsto é de cerca de seis milhões litros durante as operações entre os meses de maio e dezembro de 2016. Estima-se que o pico de utilização do óleo diesel B20 em geradores ocorrerá em agosto e setembro, período de competições.

A ANP já autorizou anteriormente o uso em caráter experimental de teores de biodiesel acima da mistura obrigatória de 8% estabelecida na legislação vigente. Um exemplo, foi a autorização concedida ao Comitê Nacional de Organização da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que fez o uso de Diesel B20, em volume de 1.692.000 litros, com a finalidade exclusiva de abastecer os geradores de energia elétrica durante a realização da “Rio+20”.

O biodiesel é considerado um combustível renovável por ser biodegradável, não tóxico e praticamente livre de enxofre e aromáticos. Dessa forma, sua queima reduz a emissão de particulados, monóxidos e dióxidos de carbonos, quando comparada a queima do diesel mineral.

Redação

Redação |