Não vai faltar superesportivo inédito no Salão de Genebra deste ano. Programado para receber o público entre 3 a 13 de março, o evento suíço, além de ter novos carros da Ferrari e Pagani, também será a rampa de lançamento do Keonigsegg Agera R, um “foguete” sueco com motor de 1.115 cavalos de potência. E o carro já chega para figurar no topo do segmento em performance. Segundo a marca, o modelo pode acelerar até os 416 km/h. Somente o Bugatti Veyron Super Sports é mais rápido: atinte 436 km/h. Mas o concorrente escandinavo tem uma vantagem interessante. Ele é flex.

Isso mesmo. O Agera R pode rodar tanto com gasolina ou uma com uma mistura de E85, que compreende 85% de etanol e o restante do derivado do petróleo. No entanto, o carro é europeu e o álcool veicular usado por lá é diferente do nosso por ser anidro, sem adição de água. E tal como a variação de potência dos carros nacionais de acordo com o combustível, o mesmo acontece no superesportivo flex da Suécia, que gera “apenas” 940 cv com gasolina. Já o torque máximo com E85 assusta: 122 kgfm!

Toda força vem do motor 5.0 V8 biturbo conectado ao câmbio semi-automático de 7 marchas e dupla embreagem. A tração é apenas nas rodas do eixo traseiro. O carro é basicamente construído de fibra de carbono e o teto, também feito do mesmo material leve, pode ser retirado manualmente. A Koenigsegg ainda quer ver seus clientes viajando com o Agera R. Para ajudar, a marca desenvolveu em parceria com a Thule um curioso bagageiro de teto específico para o lançamento, que pode ser facilmente instalado.

A marca sueca, porém, ainda não revelou o preço de sua nova máquina. O valor esperado, por outro lado, apesar de não ser nada convidativo, certamente ficará abaixo dos mais de R$ 7 milhões do Bugatti Veyron.

Thiago Vinholes

|

Veja mais notícias da marca