A Land Rover apresentou a linha 2011 do Range Rover, seu modelo topo de linha. E mostrou que é possível associar potência, tamanho e habilidades off-road à baixa emissão de poluentes.

Sob o capô está sua maior novidade. Sai de cena o 3.6 litros a diesel V8 e entra um 4.4 litros a diesel, também V8, porém mais econômico e potente. Com 312 cv e 71,38 kgfm de torque, o propulsor é 15% mais forte, acelerando de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos. Ainda assim, seu consumo está 18,5% inferior, enquanto sua emissão de poluentes caiu 14%. Tal performance e economia também se devem à nova transmissão automática de oito velocidades. 

Rodrigo Mora

|