"Brasileiro que compra carro caro compra SUV. Suponho que isso aconteça pela sensação de segurança que esses carros passam". A frase é de Sergio Habib, importador da Jaguar no Brasil, e justifica o fato de a marca esperar vender apenas 12 unidades por ano do XJ, modelo que ela lança no País por R$ 580.000.

Segundo Habib, enquanto no resto do mundo a procura por carros de alto luxo se divide em 50% para SUV’s e 50% para sedãs, no Brasil essa proporção muda para 85% para os SUV’s e 15% para os sedãs. O mesmo ocorre na Rússia, de acordo com o importador.

Maior carro da Jaguar, o XJ mede 5,12 m de comprimento. Sob o capô, um motor V8 Supercharger de 510 cv. Seus concorrentes serão BMW Série 7 e Mercedes Classe S. A Jaguar também apresenta no seu estande os modelos XF V6 (R$ 278.000), XF V8 (R$ 320.000), XFR V8 Supercharger (R$ 405.000) e XKR (R$ 480.000).

Downsizing

Sergio Habib também revelou a intenção da marca inglesa em equipar seus carros com um motor 2 litros turbo, de alta potência, que equiparia a princípio o XF. Dentro de dois anos, Habib estima ainda que tal propulsão chegaria a um modelo menor e inédito da Jaguar, desenvolvido em conjunto com a indiana Tata, sua atual dona.

Rodrigo Mora

|