Ao contrário de muitas marcas, a Fiat segue firme nas posições mais altas do ranking de vendas, porém é inegável que seus produtos estão perdendo participação em segmentos cruciais do mercado.

Além da chegada da Toro e do Mobi, a italiana prepara uma série de novidades para 2017, a começar pelos sucessores do Punto e do Linea, dois modelos que carecem de uma renovação urgentemente.

As duas novidades deverão ter traços bem semelhantes aos do Fiat Tipo revelado recentemente na Europa e deverão dar mais condições para a marca atuar no segmento dos hatches compactos premium, onde hoje se destacam o Hyundai HB20, a dupla de franceses Peugeot 208 e Citroën C3, dentre outros. Além disso, o Linea, um modelo que nunca foi um sucesso de público, poderia ganhar maior fôlego.

A estrutura dos dois modelos, contudo, não será tão nova assim uma vez que a Fiat deverá usar a mesma plataforma do Palio atual para dar vida aos novos Punto e Linea, que deverão ser feitos na Argentina. Vale destacar que o sucessor do Linea, oriundo do projeto X6S, também deverá substituir o Grand Siena como a opção de sedã compacto da marca.

Já na parte técnica, uma novidade importante é que os modelos deverão abandonar de vez a caixa robotizada Dualogic e adotar um câmbio automático “de verdade”, com conversor de torque, e 6 marchas. Ele deverá atuar em conjunto com o motor 1.8 16V E.torQ, uma combinação semelhante ao do Jeep Renegade. Também não está descartado o uso do futuro motor 1.3 16V em suas versões turbo e aspirada.

A introdução dos novos modelos deverá ocorrer até o fim do primeiro semestre de 2017.

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |