As marcas de automóveis importados continuam a manter uma tendência de crescimento nas vendas, acompanhando e, às vezes, até superando, o mercado nacional. A Abeiva, entidade que congrega 22 marcas, mostrou que suas associadas ampliaram as vendas em 6,9% em fevereiro se comparado a janeiro.

Foram 5 499 unidades contra 5 073 do primeiro mês do ano, quase 55% apenas da Kia, a principal marca associada. E a expectativa é de mais crescimento já que as 22 marcas têm planos de lançar 37 novos modelos ou versões em 2010.

José Luiz Gandini, que reassumiu a presidência da entidade, acredita que a meta de 80 mil carros em 2010 será facilmente superada: “Algumas marcas, como a chinesa JAC, ainda não iniciaram operação no país e há muitas novidades a caminho”, disse.

Sobre as dificuldades que os importadores encontram com a elevada alíquota de importação, Gandini desabafou: “no Brasil nós vendemos impostos e não produtos”. Para ele é absurdo querer taxar os produtos americanos que já recebem 35% de imposto e que deve subir para 50% por causa do problema com o algodão: “não é possível ter três alíquotas de importação, de zero para o México, 35% para nós e 50% para carros vindos dos EUA”.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/