Amargando apenas a 11ª posição entre os sedãs médios, o Mégane acaba de ganhar uma série especial para tentar reverter a incômoda situação. Batizada de “Extreme”, a série terá apenas 1 500 unidades produzidas – 1000 sedãs e 500 peruas.

Sem alterações mecânicas, o Mégane Extreme apresenta apenas um visual esportivo, de gosto duvidoso, é verdade. Por fora, o modelo recebeu modificações na parte frontal, com grade em colméia e para-choque mais alto e com uma enorme entrada de ar que descolocou os faróis de neblina para as laterais. Atrás, no caso do sedã, um aerofólio foi instalado na tampa do porta-malas.

As rodas são aro 16 polegadas com perfil 205/55 que seguem a pintura grafite aplicada em várias partes do modelo. Já na parte interna, o alumínio é que domina em detalhes comos os mostradores do painel, manopla de câmbio e no freio de estacionamento.

Os bancos são exclusivos e contam com desenhos em relevo e costura na cor vermelha. A série Extreme é baseada na versão Expression, de entrada, e traz direção elétrica, airbag duplo, freios ABS, trio elétrico e ar-condicionado.

Veja os preços, dependendo do motor e câmbio:

Mégane Sedan Extreme 1.6 16V Hi-Flex - R$ 57 950
Mégane Sedan Extreme 2.0 16V (manual) - R$ 60 550
Mégane Sedan Extreme 2.0 16V (automático) - R$ 64 550
Mégane Grand Tour Extreme 1.6 16V Hi-Flex - R$ 62 850
Mégane Grand Tour Extreme 2.0 16V (manual) - R$ 65 610
Mégane Sedan Extreme 2.0 16V (automático) - R$ 69 410

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/