A espera acabou. Depois de revelar o primeiro teaser e anunciar a apresentação para esta terça-feira (25), a Mercedes-Benz finalmente revelou a Classe X, a primeira picape média de luxo do mundo, ainda na forma de um conceito. Com lançamento previsto para o fim de 2017, o utilitário está confirmado para os mercados do Brasil, Argentina, África do Sul, Austrália e Europa.

“A Classe X será um verdadeiro Mercedes-Benz desde o design referência da marca até o conforto, a dinâmica e a segurança”, adianta a fabricante em comunicado oficial. Vale destacar que a Classe X é uma irmã de projeto das picapes Renault Alaskan e a da nova geração da Nissan Frontier, uma aliança estratégica entre os conglomerados que começou há seis anos. A Classe X já está com a produção na Argentina confirmada a partir de 2018, quando sairá da planta da Renault em Córdoba para abastecer a América do Sul. Logo, ainda teremos que esperar pouco mais de um ano para ver a Classe X rodando no Brasil. A picape também será produzida em uma unidade da Nissan em Barcelona, na Espanha.

A premissa da Classe X, explica a Mercedes-Benz, foi “fechar um dos poucos espaços vazios em nosso portfolio de produtos”, explica Dieter Zetsche, o todo-poderoso presidente do conselho da Daimler, conglomerado que administra a marca Mercedes-Benz. Com isso, a proposta da Classe X é mirar nos pais e mães de família, que usam o veículo diariamente e nas viagens do fim de semana, ou em quem tem um estilo de vida mais aventureiro e precisa de um carro com boa capacidade de carga e robusto. “A nossa futura Classe X será uma picape que não conhece restrições pelo caminho. Uma estrutura robusta com chassi, um motor de 6 cilindros com torque elevado e tração integral são itens praticamente obrigatórios na picape. E nessa receita nós acrescentamos um design arrojado, segurança, conforto e agilidade”, declarou Volker Mornhinweg, chefe da Mercedes-Benz Vans, a divisão da marca responsável pelo projeto da Classe X.

O protótipo da Classe X já praticamente nos antecipa as formas definitivas da picape, que com certeza se destaca pelo visual bem parrudo. O capô elevado ajuda a abrir espaço para uma grade dianteira de grandes proporções, com destaque para o logotipo da estrela ao centro. O aspecto robusto também é enfatizado pelas rodas de liga leve aro 22”, medida que deverá ser próxima à da picape de produção. Não se sabe se a Mercedes vai resolver seguir a linha do conceito com relação à parte traseira, onde se destaca a moldura com iluminação em LED percorrendo toda a tampa da caçamba, efeito que mostra-se nada discreto.

Por dentro, como era de se esperar, a Mercedes-Benz preparou um pacote com muito requinte, com o uso de revestimento de couro de alta qualidade e mesclando tonalidades para criar um ambiente mais acolhedor e que deixe claro o nível superior de acabamento do modelo em relação à concorrência.

O conceito da Classe X foi apresentado nas variantes “Stylish Explorer” e “Powerful Adventurer”, sendo que o segundo destaca os atributos mais radicais da futura picape. Com a carroceria pintada em uma chamativa cor verde (ou “lemonax” metálica como classifica a marca), a Classe X Powerful Adventurer traz guincho dianteiro, imensos pneus aro 35” e atinge 1,90 m de altura. Tudo para provar do que a picape é capaz.

Sem apresentar muitos detalhes técnicos, a Mercedes antecipou apenas que a versão topo de linha da Classe X utilizará um V6 turbodiesel e o sistema de tração integral 4Matic será bem robusto, oferecendo caixa reduzida e duas opções de diferencial bloqueável, no caso o central e o traseiro para situações mais extremas no off-road. Com esse conjunto, a Classe X será capaz de transportar 1,1 tonelada na caçamba e terá capacidade de reboque de 3,5 toneladas.

A Mercedes promete que a picape contará com “vários sistemas de assistência de série baseados em radares, câmeras e sensores ultrassom para auxiliar e aliviar o motorista em várias situações”. Com isso, podemos apostar, no mínimo, em alertas de colisão e permanência em faixa, apenas para citar dois itens presentes nas versões mais caras de picapes como a Ford Ranger. Ainda é cedo para especular valores, mas considerando os preços praticados no segmento, podemos apostar que as versões mais caras da Classe X gravitem na casa dos R$ 250.000.

 
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
Mercedes-Benz Classe X 2017
Mercedes-Benz Classe X 2017
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |