As ruas de Mônaco não servem unicamente a Fórmula 1 quando o assunto é corrida. Desde 1911, a região é palco do tradicional rali de Monte Carlo, um dos 11 bairros do principado. A prova, como a categoria máxima, é um enorme desafio, que envolve tanto as capacidades dos pilotos como os acertos dos carros. Nas edições 1964, 65 e 67, quem levou os troféus foi a Mini com clássico Cooper S, superando marcas como Ford, Lancia e até a Porsche.

E neste ano a marca correrá o Campeonato Mundial de Rali (WRC) com dois Countryman “envenenados”. Para celebrar seu retorno às competições, a Mini esteve presente no rali de carros clássicos de Monte Carlo, onde o modelo de corrida passeou pela cidade ao lado do modelo campeão de 67. O piloto finlandês Rauno Aaltonen, que levou o Coopes S à vitória no passado também esteve presente na reunião com o time atual, formado pelo britânico Kris Meeke e o espanhol Dani Sordo.

O primeiro desafio do Countryman criado pela equipe Prodrive e com motor 1.6 turbo de 300 cv será o Rally Da Suécia, que acontece entre os dias 10 e 13 deste mês, abrindo a temporada 2011 do WRC.

Thiago Vinholes

|