Além de ter se tornado o maior modelo já produzido pela MINI, o novo Clubman invadiu novamente a praia do Countryman e agora oferece a opção de tração integral ALL4, que até então era oferecida somente no utilitário-esportivo. A novidade chega para a perua em duas configurações diferentes, sendo uma com motor 2.0 turbo a gasolina e outra com um 2.0 turbodiesel.

A nova geração do sistema ALL4 agora dispõe de regulagem eletrohidráulica, peso otimizado e maior eficiência. O dispositivo conta ainda com uma embreagem multidisco no diferencial traseiro para otimizar a distribuição de torque, que atua com o controle eletrônico de estabilidade, a fim de responder as mudanças do estilo de condução e do piso.

O propulsor a gasolina do MINI Clubman ALL4 é um 2.0 TwinPower Turbo, capaz de gerar 195 cavalos de potência, a 5.000 rpm, e 28,5 kgfm de torque, a 1.250 rpm, podendo chegar a 30,6 kgfm no modo overboost, associado a um câmbio manual de seis marchas ou automático Steptronic de oito velocidades. Com este conjunto, a perua vai de 0 a 100 km/h em 7 segundos (6,9 s no automático) e alcança máxima de 225 km/h. O consumo médio é de 15,9 km/l, com emissões de CO2 de 146 g/km.

Já o modelo a diesel usa um 2.0 TwinPower Turbo de 195 cv, a 4.000 rpm, e 40,8 kgfm, entre 1.750 e 2.500 rpm, exclusivamente com transmissão automática de oito marchas. O Clubman ALL4 a diesel alcança os 100 km/h em 7,2 s e tem máxima de 222 km/h, com consumo de 20,8 km/l e emissões de CO2 de 126 g/km.

Ainda não se sabe, porém, se o novo Clubman ALL4 será vendido no Brasil. Atualmente, a perua inglesa é oferecida com preços que partem de R$ 179.950. 

 
 
 
 
Leonardo Andrade

Leonardo Andrade |