Vendo suas conterrâneas cada vez mais “plugadas” na eletricidade, a Nissan apressou o desenvolvimento de um modelo do tipo para fazer frente ao Prius, da Toyota, e ao Insight, da Honda.

Neste domingo, 2, a marca apresentou o Leaf (folha em inglês), primeiro veículo ecológico da marca. Diferentemente de seus concorrentes, que possuem um visual de cupê, o Leaf é um hatch médio de dimensões generosas. Ele utiliza um motor elétrico de 107 cv cuja alimentação é feita por baterias de lítio localizadas no assoalho do carro.

O Leaf possui alcance declarado de 160 km, mas não pode recarregar suas baterias em movimento como fazem alguns modelos. A Nissan preferiu criar um método de recarga rápida para evitar que o carro fique sem combustível. Na frente do veículo, há uma porta onde ficam os dois plugs de conexão (abaixo do logo da marca). Um deles serve para cargas mais longas, que levam oito horas e devem ser feitas à noite na garagem. Já o outro consegue disponibilizar 80% da energia em apenas 30 minutos.

Para conseguir velocidades parecidas com as de um carro convencional, a Nissan trabalhou pesado na aerodinâmica a ponto de os faróis ajudarem a melhorar o fluxo de ar. Com isso, o Leaf consegue atingir 140 km/h sem grandes dificuldades.

Uma surpresa do carro é que o visual do interior que, embora pareça um protótipo, será desse jeito mesmo, quando o modelo foi lançado no final de 2010 nos Estados Unidos, Japão e Europa.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/