Para se equiparar à concorrência, a Nissan deve, enfim, oferecer a opção de câmbio automático para os compactos March e Versa. A novidade, de acordo com o vice-presidente de vendas e marketing da divisão brasileira da fabricante, Ronaldo Znidarsis, em entrevista ao site Automotive Business, deve ser introduzida na gama de ambos os modelos até o final deste ano.

A nova transmissão automática do Nissan March e do Nissan Versa será a Xtronic CVT (Continuosly Variable Transmission), que já equipa o sedã vendido nos Estados Unidos e também o irmão maior Sentra no mercado brasileiro. Junto ao câmbio estará o propulsor 1.6 litro flex, que desenvolve até 111 cavalos de potência e 15,1 kgfm de torque.

Para efeito de comparação, os rivais Chevrolet Onix e Prisma dispõem de uma caixa automática de seis marchas, enquanto os Hyundai HB20 e HB20S possuem quatro marchas – na linha 2016, ambos os modelos devem ganhar um novo câmbio de seis velocidades.

Com as novas versões do March e Versa, a Nissan deve aumentar sua participação nos segmentos do mercado, passando dos 63% atuais para 70 por cento. Vale ressaltar que a marca japonesa atua no País com apenas quatro modelos, o que inclui ainda o Sentra e a picape Frontier. O market share da empresa também deve sofrer aumento, que hoje é de 2,5%.

 
 
Motor 1.0 equipa o March e logo o Versa Motor 1.0 equipa o March e logo o Versa
Novo Versa vai de R$ 41 mil a R$ 55 mil Novo Versa vai de R$ 41 mil a R$ 55 mil
 
 

Além disso, a Nissan deve lançar os crossovers Juke, Qashqai e X-Trail no Brasil, previstos para meados de 2016. O Kicks também está confirmado, mas este com produção nacional na planta de Resente (RJ). 

Redação

Redação |