Depois de estar entre 32 indicados e bater seis fortes rivais, o Nissan Leaf foi eleito Carro do Ano na Europa. O júri, composto por 59 jornalistas especializados de 23 países, somou 257 pontos para o elétrico japonês. Em segundo lugar, ficou o Alfa Romeo Giulietta com 248 pontos, enquanto o Opel Meriva, terceiro, somou 244.

Os outros finalistas foram Ford C-Max (224 pontos), Citroën DS3 (175), Volvo S60 (145) e Dacia Duster (132). “Esse prêmio reconhece o pioneirismo no índice zero de emissões do Leaf, que se mostra competitivo mesmo com carros convencionais em termos de segurança, desempenho, espaço e dirigibilidade. Ele também reflete o compromisso da Nissan como inovadora marca com clara visão do futuro e da mobilidade”, agradece Carlos Ghosn, presidente do Grupo Renault-Nissan. O prêmio conquistado pelo Leaf é o primeiro entregue a um automóvel totalmente elétrico.

Rodrigo Mora

|