Na tentativa de tirar o Sentra das últimas posições do segmento, a Nissan incrementou a lista de equipamentos do sedã, que agora passa a trazer computador de bordo, novo CD player com MP3, seis alto-falantes e cabo para conexão com iPod já no catálogo de entrada. A versão SL, topo de linha, ganha câmera traseira para auxílio em manobras.

Além dos novos equipamentos, a linha 2011 do sedã importado do México também tem novidades mercadológicas. A versão básica não sofre reajuste, se mantendo em R$ 54 990, enquanto as configurações S e SL ficaram R$ 1 700 mais baratas, custando agora R$ 63 290 e R$ 71 290, respectivamente. Todos os modelos contam com motor 2.0 16V bicombustível, de 143 cv, que pode ser acoplado a um câmbio manual de seis marchas ou a um automático, do tipo CVT. De janeiro até a primeira quinzena de julho o Sentra emplacou apenas 3.228 unidades, enquanto os líderes do segmento, Toyota Corolla e Honda Civic, venderam 29.696 e 17.182 carros, respectivamente.

Rodrigo Mora

|