Além de automóveis, a Nissan está apresentando no Salão de Genebra um conceito de “posto de combustível do futuro”. A ideia foi desenvolvida pela marca em parceria com o estúdio internacional de arquitetura, engenharia e design Foster+Partners, liderado pelo fundador e presidente Norman Foster, em conjunto com um Conselho de Parceria, por 12 meses.

O novo conceito de estação de combustível inclui uma rede de veículos, alimentada por uma rede de energia sem fio, que também poderia ser implantada em casas e estabelecimentos. Essa novidade, de acordo com a marca, iria revolucionar a forma como a energia elétrica é utilizada e distribuída nas principais cidades da Europa.

Para David Nelson, co-diretor de design da Foster+Partners, "a integração de tecnologias de emissões zero com o ambiente é vital na criação de cidades mais inteligentes e sustentáveis. Esse compromisso deve estender-se muito além do carro: ele deve estar no coração de tudo o que fazemos".

Atualmente, 54% da população mundial vive em cidades e, em 2050, sete em cada dez pessoas viverão em áreas urbanas.

A Nissan já testa na Europa um sistema de rede de veículos que, quando combinado com avanços em suas baterias de segunda geração, permitirá que os carros operem como "centros de energia" individuais capazes de armazenar, usar ou devolver energia limpa para a rede. A previsão da marca é que, até 2050, quase todas as necessidades globais de energia possam ser atendidas com fontes de energia renováveis. 

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade |