O nome é difícil de entender – pronuncia-se cachicai -, mas seu sucesso não. O crossover médio Qashqai, da Nissan, vende bem na Europa, seu principal mercado, mas nem mesmo isso impediu a marca de mexer no seu visual.

E não foi um facelift qualquer – o Qashqai ganhou, literalmente, outra cara. Sai de cena o estilo discreto para entrar um muito mais agressivo. Na frente os faróis mudaram de formato e passaram a ser mais afilados, a grade mantém o mesmo conceito, mas tem tela de colmeia no centro e uma base mais larga, e o para-choque está mais pronunciado com um vinco em formato de V à frente do conjunto.

As rodas originais deram lugar a modelos mais ousados e com pneus de perfil baixo. E até a traseira, último lugar a se mexer, já não é mais a mesma. A tampa do porta-malas foi repensada assim como o para-choque – as lanternas têm desenho diferente também.

O Qashqai compete com crossovers médios como o Tucson, da Hyundai, e até o Tiguan, da Volkswagen. Há boatos que indicam que a Nissan pretende trazê-lo para o Brasil, mas até hoje isso não se concretizou. Uma pena.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/