A bola já estava cantada desde a mudança do modelo vendido nos Estados Unidos. Ou seja, era questão de tempo para termos o Sentra reestilizado no Brasil já que importamos o mesmo carro vendido no maior mercado do mundo.

Fechando a curta carreira da linha 2009, a Nissan apresentou hoje o Sentra 2010 como frente levemente modificada, mais equipamentos de série e, surpresa, preços mais baixos. É mais uma tentativa da marca japonesa de emplacar o modelo que, apesar do bom conjunto, tem volume vendas irregular.

Agora o Sentra teve a grade frontal modificada para um padrão mais refinado, como barras em vez de colmeia, novo desenho de faróis, para-choque mais agressivo, além de lanternas com distribuição diferente e frisos laterais cromados – as rodas também tiveram suas formas redesenhadas.

No interior, o carro ganhou chave I-Key, que destrava o veículo por proximidade, sensor crepuscular e novo rádio com entrada para iPod, USB e tela colorida de 4,3 polegadas (versão SL). A versão SL ganhou comandos do rádio no volante e todos tiveram mudanças nos revestimentos internos.

Desconto de mais de mil reais

Para enfatizar suas vantagens, a Nissan reduziu os preços das quatro versões vendidas no Brasil. Antes o sedã mexicano custava a partir de R$ 55 290 na versão 2.0 manual. Agora ele começa em R$ 53 990, ou R$ 1 300 a menos, mesmo com a acréscimo de equipamentos.

Veja abaixo a tabela de preço da linha 2010:

2.0 (manual): R$ 53.990
2.0 S (manual): R$ 58.990
2.0 S (CVT): R$ 63.990
2.0 SL (CVT): R$ 71.990

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/