Lançado há quatro anos, o Leaf, elétrico mais popular do mundo, tem sido utilizado para demonstrar novas tecnologias da Nissan. Recentemente, a marca desenvolveu uma pintura que não acumula sujeiras, aplicada no modelo, e agora a novidade é uma pintura que brilha no escuro.

A tinta especial, surgiu de uma parceria com o inventor Hamish Scott. Batizado de Starpath, o revestimento criado por Scott é aplicado por spray e absorve os raios ultravioleta durante o dia para brilhar por um período entre oito e dez horas durante a noite.

Não é a primeira vez que um modelo recebe a aplicação de uma tinta deste tipo, a diferença da tinta que brilha no escuro desenvolvida pela Nissan é que ela utiliza materiais totalmente orgânicos em sua composição. Entre eles, um elemento natural da terra muito raro, chamado aluminato de estrôncio, que segundo a montadora é sólido, inodoro e química e biologicamente inerte.

A tinta não será oferecida como opção de pintura para os carros da Nissan, pelo menos por enquanto, mas a montadora alerta que se fosse produzida para ser vendida comercialmente, essa pintura teria durabilidade de 25 anos.

 
 
Nissan torna-se a primeira fabricante a aplicar pintura que brilha em um carro Nissan torna-se a primeira fabricante a aplicar pintura que brilha em um carro
O revestimento criado por Scott é aplicado por spray O revestimento criado por Scott é aplicado por spray
A tinta absorve os raios ultravioleta durante o dia para brilhar por um período entre oito e dez horas durante a noite A tinta absorve os raios ultravioleta durante o dia para brilhar por um período entre oito e dez horas durante a noite
Nissan Leaf com pintura que brilha no escuro Nissan Leaf com pintura que brilha no escuro
 
 

Dê olho no futuro

O Nissan Leaf reina praticamente soberano no segmento de elétricos por oferecer um bom custo-benefício, além de ter conquistado uma ampla gama de clientes satisfeitos. Tanto é que, no ano passado, a marca comemorou a marca de 100 mil unidades produzidas.

A concorrência, no entanto, bate à porta. Caso do novo Bolt, o 100% elétrico da Chevrolet que foi apresentado no Salão de Detroit. O modelo, certamente será o principal rival do Leaf e, segundo a montadora norte-americana ele rodará nada menos que 200 milhas, ou seja, cerca de 320 km com uma carga. Um número muito mais atraente que os 200 km de autonomia do elétrico japonês.

Dê olho nos rivais, Carlos Ghosn, CEO da Nissan, já revelou que a próxima geração do Nissan Leaf terá mudanças bastante significativas. Uma delas é a autonomia ampliada em dobro em relação a geração atual. O futuro Leaf poderá rodar cerca de 400 km com uma carga , além disso, o tempo da recarga também deve ser diminuído, assim como o custo, divulgou o executivo.

Ao que tudo indica, a segunda geração do Leaf deve chegar às concessionárias em meados de 2016. No Brasil, o modelo não é vendido, mas a Nissan criou uma política de comodato com taxistas de São Paulo, que utilizam 27 unidades do elétrico para fazer suas corridas na capital. Outras duas unidades foram destinadas à policia militar do Rio de Janeiro.

Karina Simões

Karina Simões |