Recall, na Honda, não é de brincadeira. O último chamado da montadora japonesa nos EUA envolveu nada menos que 833 mil unidades do Civic, fabricadas entre 2001 e 2003, por mau funcionamento do airbag, que poderia simplesmente não abrir. Agora, o problema é com a recém-lançada geração: 1.156 carros são convocados para resolver um problema de vazamento de combustível que, obviamente, pode resultar em incêndio.

“Há a possibilidade de um anel de vedação, que sela a conexão na linha de alimentação de combustível, estar desalinhado”, revelou a National Highway Traffic Safety Administration, entidade norte-americana que cuida da segurança viária. Segundo a Honda, nenhum acidente foi registrado em decorrência do possível vazamento de combustível do Civic 2012.

Rodrigo Mora

|