Apesar das vendas minguadas no segmento, a Citroën decidiu importar a nova geração da minivan C4 Picasso a partir de novembro. O modelo atual havia saído de linha e a marca passou os últimos meses zerando seu estoque.

A Citroën revelou no Salão de Frankfurt que manterá a oferta das duas versões da minivan, a de 5 lugares e a Grand Picasso, mais longa e com terceira fileira de assentos. A novidade é que o veículo será vendido apenas com motor 1.6 THP turbo e câmbio automático de seis velocidades.

Embora ainda não revele o conteúdo do veículo, é praticamente certo que serão vendidas as versões mais equipadas da minivan, com teto solar panorâmico e recursos como aquecimento dos bancos e freio de estacionamento elétrico, entre outros.

Assim como a pioneira Xsara Picasso, a atual mantém o painel de instrumentos central e digital e um interior bastante amplo e com bancos individuais traseiros.

 
 
Citroën C4 Picasso Citroën C4 Picasso
Citroën C4 Picasso Citroën C4 Picasso
Citroën C4 Picasso Citroën C4 Picasso
Citroën C4 Picasso Citroën C4 Picasso
Citroën C4 Picasso Citroën C4 Picasso
Citroën C4 Picasso Citroën C4 Picasso
Citroën C4 Picasso Citroën C4 Picasso
 
 

Segmento de nicho

Apesar de ter sido esvaziado pelos SUVs, o segmento de veículos familiares têm alguns modelos com carreira firme. Como não tem quase concorrentes, carros como a perua Golf Variant e a própria C4 Picasso acabam sendo escolhidas por consumidores que não tem atração pelos utilitários esportivos.

As duas minivans virão da Europa e não devem custar barato: a expectativa é que os preços fiquem bem acima de R$ 100 mil.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |