A Chrysler vai aos poucos se descolando da antiga imagem de produtora de carros tipicamente norte-americanos e vai sofrendo as influências da escola europeia. O Dodge Journey, por exemplo, teve seu interior totalmente renovado, ficando mais moderno e “leve”. Mas quem marcará a nova fase da montadora em negrito é o novo 300C.

Totalmente renovado, o 300C abandonou o aspecto de carro pesado e truculento. Ainda que mantenha as características de sedã grande, a novidade da Chrysler está mais elegante. Internamente, o sedã persiste com o acabamento em madeira, mas se destaca pelo painel de instrumentos com velocímetro e conta-giros destacados individualmente e a tela touch screen no centro do painel.

Mecanicamente, a novidade é o novo motor Pentastar V6 de 3.6 litros e 292 cv, que é a opção mais racional frente ao HEMI V8 de 5.7 litros e 363 cv. Outro destaque é a tração integral e os mais de 70 (segundo a Chrysler) dispositivos de segurança.

E no Brasil?

Por aqui as vendas do 300C atual são pífias. No ano passado, o sedã vendeu apenas 139 unidades, número ainda menor que 2009, quando comercializou 258 carros. Uma fonte ligada à marca confirmou ao AUTOO que a nova geração do sedã chega ao Brasil no último trimestre deste ano, pouco tempo do novo Journey, que desembarca no mercado nacional no terceiro trimestre.

Rodrigo Mora

|