Como já noticiamos aqui no AUTOO, nossos hermanos argentinos já passam a contar com a nova geração do Chevrolet Cruze a partir deste mês, enquanto por aqui o sedã chegará só no fim do ano. E pelo menos o que a gente pode conferir pelo lançamento no país vizinho, o modelo terá excelentes credenciais para enfrentar o líder Toyota Corolla (aliás, será muito mais avançado) e a nova geração do Honda Civic, que também chegará forte ao mercado.

A opção de motor será única, mas também nem julgamos necessária uma alternativa ao moderno e eficiente 1.4 Ecotec com turbo e injeção direta. Na Argentina, onde só aceita gasolina, ele vai entregar 153 cv a 5.000 rpm e 24,9 kgfm de torque. Ele vai trabalhar em conjunto com uma transmissão manual ou automática, ambas de 6 marchas, mas por aqui é bem provovável que o Cruze conte apenas com a caixa que dispensa o pedal da embreagem, afinal o segmento é dominado pelas versões automáticas.

Segundo a GM, o novo conjunto mecânico colaborou com uma redução de 113 kg na massa do veículo. De acordo com a fabricante, o modelo é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 8,5 segundos com câmbio automático. Outro ponto positivo do motor é que ele conta com start-stop, o que, de acordo com a Chevrolet vai ajudar o modelo entregar “consumo de carro popular”.

Apesar do salto no visual, o porte geral do modelo não mudou muito. A largura cresceu 68 mm e a altura foi reduzida em 25 mm para obter um ganho aerodinâmico. O entre-eixos, por sua vez, agora é de 2,70 m, o que deve melhorar o espaço interno para os passageiros no banco traseiro.

O pacote de equipamentos das versões também mostra-se bem organizado e deverá proporcionar ao sedã um custo benefício interessante. A LT, de entrada, traz volante com ajuste de altura e profundidade, computador de bordo, piloto automático, câmera de ré e sensor de estacionamento traseiro, dentre outros.

A intermediária LTZ acrescenta retrovisor interno eletrocrômico, chave presencial com partida por botão, sensor de chuva, retrovisores externos com calefação e rebatimento elétrico e central multimídia com navegador e a possibilidade de executar comandos por voz.

Acima dela ficará a nova opção LTZ Plus, que acrescenta banco do motorista com ajustes elétricos, partida remota do motor, além de um robusto pacote de itens de segurança composto por alerta de ponto cego, alerta de colisão frontal, aviso de permanência na faixa de rodagem e assistente de estacionamento. Outro recurso bem importante do Cruze, e que nenhum rival oferece, é o sistema OnStar, que oferece uma série de conveniência por meio do serviço de concierge, além de ajudar com a navegação, segurança e localização do carro.

Pelo que a gente viu aqui, a Chevrolet tem condições concretas para galgar algumas posições dentro do ranking de modelos de médio porte por aqui. Com certeza a chegada do novo Cruze será muito aguardada.

 
 
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
Chevrolet Cruze 2017
Chevrolet Cruze 2017
 
 
César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |