Não é de hoje que a Ford tenta emplacar o Focus Sedan. Embora a versão de três volumes do seu carro mais vendido no mundo tenha inúmeras qualidades, trata-se de um segmento complicado, onde os japoneses Corolla e Civic praticamente dominam, com um ou outro modelo surgindo como terceira opção.

Agora, na primeira reestilização da geração III do Focus, a Ford decidiu relançar o modelo com o sobrenome ‘Fastback’, em alusão ao tipo de carroceria imortalizado pelo esportivo Mustang. Na prática, é apenas marketing puro – o Focus não mudou a ponto de merecer essa caracterização.

Ele é ainda um sedã que, graças ao facelift já mostrado no hatchback, está agora mais agradável aos mais diversos paladares. Nesse sentido, pode-se dizer que o carro está até mais careta que o anterior, cuja frente invocada e as rodas escuras metiam mais medo. Na linha 2016, o ‘Fastback’ é um sedã elegante, mais requintado e previsível. Mas será que isso é o suficiente para tirá-lo de um incômodo 5º lugar nas vendas?

Bom na teoria

Na ponta do lápis, o Focus é um carro bem superior em vários sentidos aos seus rivais. Tem o motor mais potente da categoria, com 178 cv extraídos de um 2.0 com injeção direta, mas não turbo. Traz uma transmissão de dupla embreagem e seis marchas e suspensão traseira multibraço, mais eficiente e moderna. Também carrega consigo alguns recursos desejados como frenagem automática de emergência, park assist com vários modos, partida elétrica por botão e central multimídia Sync 2, inventada pela Microsoft.

Mas tudo isso tem um preço e para tê-lo você gasta ao menos R$ 90 mil. Nesse patamar já é possível ‘namorar’ modelos como os SUVs completos e também carros alemães, como o Audi A3 Sedan, cuja mecânica é bem mais aprimorada.

Já quando confrontado com seus rivais mais importantes, o Focus Fastback ganha em quase todos os quesitos: além dos já mencionados, tem controle de estabilidade, ar de duas zonas e até faróis de xenônio, opcionais, é claro.

A questão é que esse público não está preso a conceitos técnicos apenas. A imagem consagrada desses modelos japoneses não está atrelada apenas em tecnologia e sim na confiança e transparência de Toyota e Honda. São carros bons de dirigir, com alguns itens elogiáveis, porém, raramente eles são precursores de tendências.

Ou seja, não é pela modernidade que o Focus pode ser mais revelante e sim pela experiência dos clientes. Nesse sentido, o carro da Ford ainda deve.

Câmbio não é tudo isso

Dirigir o Focus sempre foi uma tarefa agradável, sobretudo na primeira geração, de 1999. A suspensão bem calibrada, a direção com respostas diretas e o motor potente estão lá, mas a transmissão de dupla embreagem, assim como em outros veículos da marca, deixa a desejar.

Ela rouba parte do prazer de dirigir ao não entregar exatamente o que esperamos, bem diferente do câmbio similar vendido pela Volkswagen e que equipa carros como o Golf e o Jetta TSI.

Não é só. O fato de continuar lançando o Focus em descompasso com o resto do mundo também pesa contra a Ford. A atual geração, por exemplo, já tem cinco anos de mercado e deve ganhar uma sucessora por volta de 2017. Mesmo quem comprou a geração III há pouco tempo já viu seu carro ficar desatualizado rapidamente – não é à toa que a Ford está oferecendo o novo modelo com 15% de desconto para os clientes das linhas 2014 e 2015.

 
 
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
Ford Focus Fastback 2016 Ford Focus Fastback 2016
 
 

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |