A nova geração do SLK – a terceira da série lançada em 1996 – já está no Brasil. A divisão nacional da Mercedes-Benz apresentou de forma estática o conversível à imprensa especializada nessa segunda-feira (16) em evento realizado em Campinas (SP). As vendas, entretanto, começam somente em junho e, por enquanto, apenas com a versão top de linha 350, que teve seu preço inicial definido em R$ 292.900. O SLK 200, opção de entrada, chega em julho, conforme antecipou a montadora, mas ainda não tem valor estabelecido.

Além do visual reformulado, que aderiu diversos elementos mais modernos ao SLK, a Mercedes também melhorou a performance dos motores do veículo, que agora possuem turbocompressor em vez dos compressores mecânicos (supercharged) da linha anterior. Injeção direta de combustível também é outro recurso presente na nova geração. Todas as versões do carro ainda vêm equipadas com sistema stop/start para poupar combustível.

O SLK 350 vem com o motor 3.5 V6 de 306 cv e câmbio automático-sequencial de 7 marchas. Segundo a fabricante, nessa configuração o carro acelera do 0 até os 100 km/h em 5,6 segundos e atinge 250 km/h de velocidade máxima. Em relação ao modelo anterior, o desempenho em aceleração do lançamento muda pouco. Diferente dos números de consumo médio de gasolina, que foi de cerca de 12 km/l para os atuais 14 km/l da nova gama.

Já o SLK 200 chega mais adiante com motor 1.8 turbo de 181 cv e equipamentos de conforto e entretenimento mais modesto. Conforme dados da marca, a versão vai do 0 aos 100 km/h em 6,1 segundos e segue até os 240 km/h.

Thiago Vinholes

|