Apesar de todas as questões de diferenças culturais e econômicas entre Brasil e Estados Unidos, os preços de carros praticados nos dois países são separados por um verdadeiro abismo. É o caso do novo Passat, que coincidentemente acaba de ser lançado pela Volkswagen nos dois mercados. O nosso começa em R$ 106.700. O americano custa menos de R$ 33.000.

Que diferença não? Os motivos são variados, a começar pela produção nacional do sedã americano, que estrou a primeira fábrica da Volks nos EUA. Além disso, o modelo lançado no mercado brasileiro, que vem importado da Alemanha, é teoricamente mais moderno com seu motor 2.0 TSI. Mas ainda assim temos uma variação abissal de R$ 73.700, o equivalente a dois Passat americanos. O troco ainda pagaria um Jetta usado.

O Passat norte-americano tem as opções dos motores a gasolina 2.5 de 170 cv e o 3.6 V6 de 280 cv, além do modelo 2.0 TDI (turbodiesel) de 140 cv. Todas as versões tem escolha de câmbio manual ou semi-automático DSG de 7 marchas e dupla embreagem.

Thiago Vinholes

|