A Copa do Mundo no Brasil só acontecerá em 2014, mas uma espécie de prévia automobilística ocorrerá nos próximos dias no Anhembi, pavilhão que abriga o 26º Salão do Automóvel de São Paulo. No ano recorde de vendas no setor, mais de 40 marcas de países tão diferentes quanto Estados Unidos e China disputam a preferência do consumidor brasileiro, espécie de “taça” hoje nas mãos dos italianos da Fiat. Confira a seguir os principais jogadores dessas seleções que se apresentarão ao público entre os dias 27 de outubro e 7 de novembro.

Itália

Líder no ranking de vendas, a Fiat trará ao salão paulistano o novo Bravo, hatch médio que substitui o Stilo e terá três versões – Essence, Absolute e T-Jet, esta com uma novidade, o Ecobooster, um dispositivo que proporciona mais torque e potência do motor 1.4 turbo. O Uno Sporting é outra das novidades que estará nas ruas em seguida do evento. Entre as marcas premium, a Ferrari mostrará a 599 GTO, versão mais potente do modelo, a Lamborghini, o Gallardo Superleggera e a Pagani, o Zonda R.

Alemanha

Ex-campeã, a Volkswagen também aposta nos médios como a Fiat. O novo Jetta, sedã que quer atrapalhar as vendas do Civic e do Corolla, e a picape Amarok cabine simples estarão em evidência no estande, mas há também o sofisticado Touareg de nova geração. A BMW mostrará o novo X3, famoso SUV que ficou maior e mais elegante, e o Série ActiveHybrid, um sedã híbrido de luxo. Já a Mercedes-Benz optou por trazer um reserva no lugar do titular: sai de campo o novo CLS, mostrado em Paris, e entra em seu lugar o Shooting Brake, conceito que deu origem a ele. Mas ela compensará com o SLS GT3, superesportivo de corrida. A Audi, por sua vez, atacará de A8, seu carro mais caro, e de A1, o mais acessível. E, de quebra, o R8 Spyder, testado pelo AUTOO na semana passada. Por fim, a Porsche será representada pelo Panamera e o Cayenne V6 e pelo esportivo 911 GT2.

França

A seleção francesa será bem diversificada. Teremos dois novos sedãs médios, o Fluence, da Renault, e o Peugeot 408, sucessores do Mégane e do 307 Sedan, respectivamente. A primeira também revelará o Sandero GTLine, uma versão com ares esportivos, e a segunda, o RCZ, um cupê realmente esportivo, além do 3008, crossover que brigará aqui com Tucson e cia. A Citroën virá com o C3 Aircross, lançado recentemente, e o conceito GTByCitroën. A Smart trará o pequenivo ForTwo reestilizado. O centroavante desse time, no entanto, é o Bugatti Veyron, um dos carros mais velozes do mundo.

Estados Unidos

Recuperada das fracas campanhas anteriores, a seleção americana entrará em campo com um trio dos sonhos: o Camaro, da Chevrolet, o Mustang Shelby GT 500, da Ford, e o Challenger, da Dodge. Mas isso é apenas o começo. A GM voltará a apresentar a picape Montana e a Ford, o Fusion Hybrid, e os conceitos Explorer America e Start. Já a Chrysler, agora sob as mãos da Fiat, mostrará também o Jeep Grand Cherokee renovado.

Japão

Outro forte candidato é o Japão e sua enorme delegação. A Toyota se limitará a mostrar alguns conceitos como o FT-EV e o Prius plug-in enquanto a Honda fará o mesmo com o Insight e o CR-Z. A Nissan é que terá papel de destaque com o March, compacto popular que será vendido no Brasil em 2011. Também ela mostrará um modelo ecológico, o elétrico Leaf. Mistério guardado pelo técnico japonês, a presença do Etios, o futuro compacto da Toyota, pode ser a surpresa. A Suzuki mostrará versões personalizadas do Jimny e do SX4 e a Mitsubishi, o novo ASX.

Coréia do Sul

É a seleção que mais evoluiu nos últimos tempos. A Hyundai já é a 7ª marca mais vendida no Brasil e não é difícil que supere a Honda em breve. Dela estarão no salão o novo Sonata, sedã que chegou caro ao país, o recém-lançado ix35 e os luxuosos sedãs Equus e Genesis. Mas o time que mais cedeu jogadores para o selecionado é a Kia. São cinco jogadores de peso: novo Sportage, Soul flex, Cadenza, Optima e Cerato hatch. Para completar, a SsangYong estará presente com o Korando C, um crossover médio inédito.

China

Novatos em campeonatos mundiais, os chineses compensarão a inexperiência com quantidade. São mais de dez marcas, muitas ainda estreando no país como a JAC, Haima e Brilliance. Haverá de tudo: sedãs compactos como o Chery Fulwin, minivans como a J6 da JAC, carros mais luxuosos como o Brilliance e Haima 7 e picapes como a Pluto, da Effa.

Inglaterra

Com técnicos do exterior, os ingleses tentam recuperar o prestígio de antes. O que não faltam são nomes famosos. A Aston Martin mostrará o DBS e o DB9, a Bentley, o Continental GT Supersports, a Jaguar, o novo XJ, e a Land Rover, o compacto Range Rover Evoque. Entre os pequenos, destaque para o Mini Countryman.

Suécia

De um lado veremos o S60, novo sedã médio premium da Volvo e do outro um foguete, o Koenigsegg CCXR, rival do Bugatti Veyron.

Índia

Além de serem donos da Jaguar e da Land Rover, os indianos aparecerão com cores próprias na Mahindra e o Xylo.

Brasil

Nesse campo, nosso país ainda não exibe a mesma desenvoltura dos gramados de futebol. Mas não significa que passaremos em branco. A novata Rossin-Bertin apresentará duas versões do superesportivo brasileiro Vorax.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/