“Um carro completamente novo desde seu conceito, com nova distribuição de peso, materiais e dinâmica”, é o que garante Horácio Pagani, ao anunciar um substituto para o Zonda. Chamado até então de C9, o novo Pagani também marca uma abertura da empresa, que agora venderá seus modelos exclusivíssimos em outros mercados, como os EUA.
 
Segundo o designer argentino, o C9 sairá do forno até o final do ano, equipado com um motor 6 litros V12, de 700 cavalos de potência e absurdos 102kgfm de torque, desenvolvido em parceria com a Mercedes e sua divisão esportiva, AMG. Em relação à parte “materiais e dinâmica”, o novo supercarro terá 3.770 peças novas, com destaque para um novo chassi de liga de carbono com titânio. Suas dimensões também serão reduzidas.

A produção do Zonda pára em setembro. Depois, a fábrica da Zonda passará por uma reestruturação, que permitirá a fabricante italiana pular de atuais 16, para 60 carros/ano. Preço do C9? Estimados 900.000 euros, ou algo em torno de R$ 2,3 milhões. Contando com taxas e impostos tipicamente brasileiros, chega a quase R$ 4 milhões – valor cobrado pelo único Pagani Zonda que desembarcou no Brasil.

Via Argentina Autoblog

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/

Veja mais notícias da marca