O Salão de Xangai, que ocorre esta semana na China, está cheio de lançamentos, protótipos e novidades como nunca havia ocorrido. Mas, apesar da importância do país para o mercado automobilístico mundial, ainda mais nesses tempos de crise, o velho hábito de copiar descaradamente os produtos ocidentais – e mesmo japoneses – continua a pleno vapor.

Veja o caso da marca Geely. Quem olha distraidamente para o Excellence pensará tratar-se de nada menos que um Rolls-Royce. E eles não escondem a “inspiração”.

Também chamado de GE, o modelo tem uma estranha configuração de cabine, para deixar os ingleses de cabelo em pé. São três assentos, dois dianteiros para o motorista e acompanhante (geralmente um segurança) e apenas um assento traseiro. Ou seja, se o dono do carro quiser bater um papo ou fazer uma reunião de negócios a bordo do Excellence, vai ter de trocar de veículo.

O motor do GE é um V6 3.5 litros de 277 cv, suficientemente potente para empurrar o espaçoso carrão. A Geely planeja colocá-lo em produção dentro de dois anos.

Enquanto isso, no mesmo salão, a original Rolls-Royce – não a cópia – anunciou que o conceito RR4 se chamará Ghost. Com isso, o irmão menor do Phantom resgata um nome usado no passado da marca inglesa. Mas fantasma mesmo é o carro da Geely, que deve apavorar o sono dos executivos britânicos.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier |

Veja mais notícias da marca