O novo 508, revelado oficialmente há duas semanas e com estreia oficial marcada para o Salão de Paris, em outubro, só chegará às ruas européias em 2011. Mas a Peugeot já anunciou que para de fabricar o 607, sedã grande que será substituído pela novidade. Lançado em 1999, o modelo recebeu poucas e discretas atualizações durante sua existência, e agora torna-se desnecessário mantê-lo em linha.

Já o 407, que neste ano aqui no Brasil vendeu apenas 16 unidades, será mantido vivo apenas na versão equipada com motor a diesel – assim que chegar o 508 com tal opção de motorização, o belo sedã também sai de cena.

Rodrigo Mora

|