O presidente mundial da PSA, a holding que controla a Peugeot e a Citroën, já havia dado o recado antes: “o Brasil merece mais nossa atenção”, disse Philippe Varin à revista Exame. Na prática isso significa mais investimento e ampliação da gama de produtos no país. E nessa estratégia chama a atenção o inédito compacto popular que ficará sob responsabilidade da Peugeot, segundo apurou o AUTOO em Paris.

O modelo será fabricado em outros países, mas a planta de Porto Real será incumbida da versão vendida na América do Sul a partir de 2014 sob a logomarca da Peugeot – o próprio presidente da Citroën no Brasil, Ivan Segal, descartou a possibilidade de a marca entrar nesse segmento.

Será a volta da Peugeot ao segmento de modelos com motor 1.0, abandonada em 2004 quando a marca desistiu de comprar motores da Renault.

Sedã 408 no início do ano

A Peugeot confirmou que o sedã médio 408, que começa a ser fabricado na Argentina nos próximos meses, será lançado no Brasil no início de 2011. O modelo estará presente no Salão do Automóvel, juntamente com o crossover 3008, que chega ao país após o evento, e o esportivo RCZ, que ficou para o 2º semestre de 2011. Além destes, um dos conceitos apresentado em Paris será enviado ao Brasil: o cupê esportivo ZR1, o roadster elétrico EX1 ou o cupê-crossover HR1.

Sobre o novo 308, hatch médio que também será produzido no país vizinho, a montadora deixou claro que a mudança só deve ocorrer em 2012. Outra novidade em Paris, o sedã de luxo 508, também será importado para o mercado brasileiro, mas a previsão mais otimista é para o final do ano que vem.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/