Conhecida pela linha de veículos exótica, a importadora Platinuss, de São Paulo, terá mais um exemplar raro ao lado do Pagani Zonda, do Spyker Laviolette e de outros. É o superesportivo CCXR, da Koenigsegg.

A marca sueca freqüentou recentemente as manchetes dos jornais pela tentativa de comprar a Saab, negociação que acabou frustrada – a GM acabou vendendo a fabricante para a holandesa Spyker.

O CCXR é um dos mais potentes superesportivos do mundo e usará álcool na versão importada para o Brasil. O modelo original trabalha com o E85, ou 85% de etanol, na Europa, mas a marca preparou seu motor V8 sobrealimentado para usar 100% de álcool e com isso ele passou a render 1 100 cv de potência. A velocidade máxima pode chegar a 415 km/h e o 0 a 100 km/h feito em 2,9 segundos.

O Koenigsegg também terá outro aspecto superlativo, seu preço. A Platinuss diz que custará R$ 6 milhões no Brasil, o que o torna o carro mais caro à venda no país, primazia que era do Pagani Zonda, também representado por ela. A expectativa é que o CCXR desembarque no Brasil dentro de 60 dias.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/

Veja mais notícias da marca