O Salão de Detroit começou em grande estilo nesta segunda-feira (10). O primeiro carro apresentado na mostra norte-americano foi o Porsche 918 RSR, a versão “semi-definitiva” do conceito 918 Spyder, lançado no Salão de Genebra de 2009. A própria marca alemã afirma que o carro por enquanto será seu “laboratório de corridas” e só chegará às concessionárias para o consumidor final após a conclusão dessa fase de desenvolvimento, ainda sem data definida.

Seguindo o projeto do 918 Spyder, o modelo RSR manteve o motor 5.0 V10 a gasolina assistido por dois motores elétricos, montados nas rodas dianteiras. O curioso é que o novo Porsche é um carro híbrido que dispensa baterias adicionais. Em vez disso, a marca optou por um rotor acumulador de energia, que gira a mais de 40.000 rpm e vai ao lado do banco do motorista. Com todos os propulsores acionados, o modelo gera 756 cv.

No entanto, a fabricante optou pela configuração com capota fechado no RSR, diferente do conceito Spyder, denominação para carros com teto aberto. Além disso, o modelo apresentado nos Estados Unidos carrega um largo aerofólio com fixação central. A Porsche, porém, ainda não divulgou números de desempenho do carro. Na versão conceitual, a marca projetou uma aceleração de 0 a 100 km/h em 3s2 e velocidade máxima acima dos 320 km/h.

Thiago Vinholes

|