A IHS Automotive divulga estudo revelando que a produção mundial será, nas próximas semanas, reduzida em até 30% por conta da paralisação de algumas fábricas no Japão, afetadas pelos desastres naturais de suas semanas atrás. A razão apontada pela entidade norte-americana é a falta de abastecimento de fornecedores locais a fábricas dos EUA e Europa.

E a situação pode ficar pior: segundo a IHS, 100.000 unidades podem deixar de serem produzidas caso a situação não seja normalizada dentro de seis semanas. Ainda de acordo com a entidade, as principais peças afetadas são componentes eletrônicos, plástico e borracha. Embora em dificuldades, a indústria automotiva tem se concentrado em ajudar as vítimas do Japão.

Rodrigo Mora

|