Após uma severa crise que se abateu sobre o grupo PSA, que precisou ser salvo com a ajuda do governo francês e a chinesa Dongfeng, a empresa agora apresentou seus planos para voltar a crescer e tornar-se novamente atraente para investidores e acionistas.

O CEO do grupo que reúne as marcas Peugeot e Citroën, Carlos Tavares, apresentou a nova estratégia da companhia para o médio prazo, que basicamente se resume a uma ofensiva de novos produtos e a expectativa de aumentar o lucro operacional para um retorno na casa de 6%.

De acordo com o plano, a PSA vai lançar 26 novos automóveis, 8 veículos comerciais e até mesmo uma picape está nos planos. Como a arquirrival Renault vai entrar no segmento de médio porte com a Alaskan, é bem possível que a picape da PSA também atue na mesma categoria.

Tavares também anunciou que o conglomerado francês, o segundo maior grupo automotivo europeu logo atrás da Volkswagen, investirá no lançamento de 7 híbridos plug-in (podem ter o conjunto de baterias recarregado em uma tomada convencional) e mais 4 modelos elétricos.

Apesar do plano ambicioso, alguns especialistas internacionais analisam que ainda falta para a PSA mais fôlego financeiro para acompanhar as atuais demandas por mais tencologia embarcada nos modelos, além do desenvolvimento de sistemas de condução autônoma. Em 2015, a PSA investiu 1,8 bilhão de euros em pesquisa e desenvolvimento, quantia bem inferior em comparação com 4,4 bilhões de euros que o grupo Volkswagen vem aplicando por ano.

Vamos ver se o plano terá o efeito esperado. De qualquer forma, os novos produtos têm grandes chances de chegarem ao nosso mercado, portanto vamos ficar atentos.

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo |