No primeiro "Carros", os fãs de automóveis se divertiram tentando identificar alguns clássicos como a Kombi "Fillmore" ou o Jeep "Sarge" - e outros nem tanto - que serviram de base para os personagens do desenho do estúdio Pixar, o pioneiro no uso de computação gráfica em superproduções animadas. As referências históricas no filme, que estreou no Brasil no dia 23, são imensas, - até o Big Ben virou "Big Bentley", em homenagem a marca inglesa.

Agora, na sequência do desenho, uma nova frota de veículos foi "escalada" para atuar ao lado de personagens já conhecidos do público como o carro de corrida "Relâmpago McQueen" ou do guincho enferrujado "Mater".

AUTOO reúne aqui dez novos automóveis que participam da produção. Arraste a foto para descobrir em que eles se inspiraram:

antes
depois

Nigel Gearsley (Aston Martin DBR9) – O inglês é um experiente carro de corrida, com boas colocações nos circuitos de Nurburgring e Le Mans. Na vida real, o DBR9 foi uma versão para as pistas do DB9 e estreou em 2005 na Le Mans Series.

antes
depois

Brent Mustangburger (Ford Mustang 1964 ½) – Homenagem ao narrador de esportes da ESPN Brent Mustburger, o personagem é um trocadilho com o nome Mustang, aqui retratado pela primeira geração, conhecida pelo ano de 1964 e meio.

antes
depois

Tio Topolino (Fiat Topolino) – Obviamente, trata-se do tio de Luigi, o Cinquecento dono da loja de pneus do primeiro filme. Aqui não há diferença entre o personagem e o “ator”: Topolino era o nome do primeiro 500.

antes
depois

David Hobbscap (Jaguar E-Type) – uma das mais interessantes associações do desenho, David Hobbscap é um Jaguar E-Type retirado das corridas e que agora virou narrador na Inglaterra. Na vida real, David Hobbs foi um dos recordistas de participações em Le Mans e até correu na F1.

antes
depois

Finn McMissile (Aston Martin DB5) – O espião inglês não poderia ser outro que não o DB5, primeiro carro do agente secreto mais famoso do mundo James Bond. Não se sabe se propositalmente, McMissile ganhou um “bigode” na grade, diferente do Aston real – Sean Connery, o mais conhecido 007, usa bigode há bastante tempo.

antes
depois

Acer (AMC Pacer) – O compacto da década de 70 que faz parte do núcleo de vilões do filme junto com seu irmão Gremlin foram produtos da extinta montadora americana American Motors Company.

antes
depois

Miguel Camino (Ferrari 458) – O corredor espanhol Miguel Camino parece ser uma homenagem a Fernando Alonso já que é uma versão bem simplificada da Ferrari 458. Ao contrário da McLaren, que bancou Lewis Hamilton no filme, talvez a marca italiana não tenha se empolgado com a idéia.

antes
depois

Prince Wheelian (Bentley Continental GT) – Talvez o trocadilho mais curioso do desenho. O príncipe Wheelian (Wheel significa roda em inglês) aproveita a popularidade do verdadeiro príncipe William, recentemente casado com Kate Middleton. O carro escolhido é o Bentley Continental GT, criação de um brasileiro, o designer Raul Pires.

antes
depois

The Queen (Bentley Mk VI 1947) – Eis alguém que pode ser confundido facilmente. O carro que faz o papel da rainha da Inglaterra não é um Rolls-Royce e sim outro Bentley, o Mk VI, de 1947. Apesar de algumas alterações no filme, o modelo teve vários traços preservados.

antes
depois

Lewis Hamilton (McLaren MP4-12C) – Assim como fez com Michael Schumacher no primeiro “Carros”, a Pixar escolheu agora o piloto britânico da equipe McLaren, que gravou a voz de seu personagem, um MP4-12C, modelo de rua da marca que está prestes a chegar ao mercado – tremenda “coincidência”.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/