A concorrência prepara para se renovar no segmento dos carros populares e, para acompanhar, a Renault deverá lançar o Kwid, apresentado recentemente na Índia. O novo modelo é esperado para o final de 2016, com produção no Brasil e preços em torno de R$ 30 mil, para brigar com o Volkswagen up! e o futuro Fiat X1H. E para dar espaço na gama da marca, o veterano Clio vai se aposentar.

De acordo com uma publicação do Argentina Autoblog, a segunda geração do Renault Clio – que deixou de ser vendida no mercado europeu há mais de uma década – vai ser descontinuada na fábrica de Córdoba, na Argentina. A linha de montagem da planta “hermana” será ocupada pelo sedã Fluence e pelo utilitário Kangoo, visando aumentar o volume produtivo, e também pelos novos Logan e Sandero, que serão lançados por lá no ano que vem.

Quanto ao Renault Kwid, para se destacar frente aos rivais, o novo modelo trará formas que lembram um crossover. Apesar disso, o novo hatch é 13 centímetros mais curto que o Clio, com 3,68 metros. Na motorização, haverá o mesmo bloco que equipa o “primo” Nissan March, um 1.0 litro flex de quatro cilindros, com até 80 cavalos de potência. 

 
 
Novo Renault Clio Novo Renault Clio
Renault Clio duas portas Renault Clio duas portas
Nome do carro agora está centralizado na tampa do porta-malas Nome do carro agora está centralizado na tampa do porta-malas
Renault Kwid Renault Kwid
Renault Kwid Renault Kwid
Renault Kwid Renault Kwid
Renault Kwid Renault Kwid
Renault Kwid Renault Kwid
Renault Kwid Renault Kwid
Renault Kwid Renault Kwid
Renault Kwid Renault Kwid
 
 
Redação

Redação |