Enquanto o modelo esportivo GT, com seu motor de 190 cavalos, ainda não tem seu retonro confirmado para o mercado brasileiro, o Renault Fluence acaba de ganhar no País a versão GT Line, que se diferencia apenas por detalhes estéticos e de acabamento diferenciados, visando proporcionar uma cara mais agressiva ao sedã médio. 

O novo Fluence GT Line conta com para-choque com novas entradas de ar, detalhes prateados e luzes diurnas de LED, spoiler integrado, faróis com máscara negra, saias laterais, rodas de liga-leve de 17 polegadas com desenho exclusivo, spoiler na tampa traseira, extrator de ar na cor preta, para-choque com pequenas saídas de ar nas extremidades, nova ponteira de escape e o nome da versão estampado na tampa do porta-malas.

 
 
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
Renault Fluence GT Line 2016 Renault Fluence GT Line 2016
 
 

Por dentro, o Renault dispõe de bancos com novo formato, revestimento em couro, pespontos vermelhos e o nome da versão GT Line nos apoios de cabeça. Há ainda volante, descansa braço central e acabamento das portas com costuras vermelhas, acabamento em preto brilhante com detalhe vermelho e pedais em alumínio.

Entre os itens de série, o Renault Fluence GT Line oferece airbags frontais e laterais, freios ABS com EBD, chave-cartão “hands free”, ar-condicionado digital de duas zonas com saída de ar para o banco traseiro, direção elétrica, sistema multimídia R-Link com navegador GPS, câmera de ré, sensor de estacionamento, entre outros.

O motor que equipa a versão é o conhecido 2.0 litros flex, que desenvolve 140 cavalos com gasolina e 143 cv com etanol, a 6.000 rpm, e 20,3 e 19,9 kgfm de torque, respectivamente, a 3.750 rpm, associado ao câmbio automático CVT X-Tronic. O sedã acelera de 0 a 100 km/h em 9,9 s com etanol e 10,1 s com gasolina, e alcança velocidade máxima de 195 km/h.

O GT Line tem preço sugerido de R$ 79.990 e está disponível nas cores Branco Glacier (sólida) e Preto Nacré e Vermelho Fogo (metálicas, por R$ 1,6 mil a mais). 

Redação

Redação |