Sem a pressão pela expectativa do fim do desconto na alíquota do IPI, as vendas de automóveis e comerciais leves em abril caíram significativamente. Ainda assim, o volume de emplacamentos foi o 2º melhor do ano. No total, foram cerca de 225 000 veículos vendidos contra 260 000 em março e 248 000 em abril do ano passado.

A Fiat ampliou sua liderança na disputa com a Volkswagen: agora são 211 000 unidades emplacadas em 2009, 5 500 a mais que a marca alemã. Entre as quatro maiores marcas, a empresa foi a que teve a menor queda nas vendas – 9,6% -, enquanto suas rivais Volkswagen, Chevrolet e Ford amargaram reduções de 17,8% (as duas primeiras) e 14,8%, no caso da última.

O pior resultado, no entanto, foi da Peugeot, que viu seus carros perderem 35% do volume alcançado em março e a Toyota tomar o 7º lugar no ranking das marcas. Na outra ponta está a Hyundai, cujas vendas aumentaram 21% graças ao preço promocional dos seus modelos, com destaque para o sedã Azera.

Siena foi o sedã mais vendido em abril

O panorama entre os automóveis não mudou muito, com exceção do Siena. O sedã compacto da Fiat, acossado pelo lançamento do Voyage, ganhou versão nova – EL -, com ótimo custo-benefício, e emplacou 9 255 unidades. É mais que o Corsa Sedan, da Chevrolet, o modelo do tipo mais vendido no país em 2009.

Outros bons resultados foram obtidos pela Hyundai, como já citado: o Azera vendeu 1 077 unidades (69% a mais) e o Tucson, 1 861 (alta de13,8%). O Focus hatch e o sedã 207 Passion também tiveram vendas expressivas em abril.

Apesar do anúncio da Chevrolet, que importará mais Captivas do México, o crossover teve um volume baixo de compras no mês passado – 896 contra 1 389 de março. Outro modelo da categoria, o EcoSport, da Ford, amargou queda de 29,6%.

As novidades

Recém lançado no mercado, o sedã Symbol, da Renault, atingiu 489 emplacamentos em abril, ainda abaixo da expectativa da empresa. A minivan Livina, da Nissan, parceira da Renault, também começou devagar sua carreira no Brasil: 169 clientes compraram o modelo no mês passado.

O cupê CLC, feito pela Mercedes-Benz em Juiz de Fora, voltou a vender 102 unidades enquanto o pequeno Smart ForTwo, de dois lugares, estreou vendendo 75 carros. O Mini, da BMW, foi mais modesto, com 30 emplacamentos em abril. Por fim, o Kia Mohave, utilitário esportivo de grande porte coreano, subiu de 16 para 55 exemplares.

Os veículos mais vendidos do Brasil

As marcas mais vendidas do Brasil

Ricardo Meier

Ricardo Meier |

Veja mais notícias da marca