Sem a pressão pela expectativa do fim do desconto na alíquota do IPI, as vendas de automóveis e comerciais leves em abril caíram significativamente. Ainda assim, o volume de emplacamentos foi o 2º melhor do ano. No total, foram cerca de 225 000 veículos vendidos contra 260 000 em março e 248 000 em abril do ano passado.

A Fiat ampliou sua liderança na disputa com a Volkswagen: agora são 211 000 unidades emplacadas em 2009, 5 500 a mais que a marca alemã. Entre as quatro maiores marcas, a empresa foi a que teve a menor queda nas vendas – 9,6% -, enquanto suas rivais Volkswagen, Chevrolet e Ford amargaram reduções de 17,8% (as duas primeiras) e 14,8%, no caso da última.

O pior resultado, no entanto, foi da Peugeot, que viu seus carros perderem 35% do volume alcançado em março e a Toyota tomar o 7º lugar no ranking das marcas. Na outra ponta está a Hyundai, cujas vendas aumentaram 21% graças ao preço promocional dos seus modelos, com destaque para o sedã Azera.

Siena foi o sedã mais vendido em abril

O panorama entre os automóveis não mudou muito, com exceção do Siena. O sedã compacto da Fiat, acossado pelo lançamento do Voyage, ganhou versão nova – EL -, com ótimo custo-benefício, e emplacou 9 255 unidades. É mais que o Corsa Sedan, da Chevrolet, o modelo do tipo mais vendido no país em 2009.

Outros bons resultados foram obtidos pela Hyundai, como já citado: o Azera vendeu 1 077 unidades (69% a mais) e o Tucson, 1 861 (alta de13,8%). O Focus hatch e o sedã 207 Passion também tiveram vendas expressivas em abril.

Apesar do anúncio da Chevrolet, que importará mais Captivas do México, o crossover teve um volume baixo de compras no mês passado – 896 contra 1 389 de março. Outro modelo da categoria, o EcoSport, da Ford, amargou queda de 29,6%.

As novidades

Recém lançado no mercado, o sedã Symbol, da Renault, atingiu 489 emplacamentos em abril, ainda abaixo da expectativa da empresa. A minivan Livina, da Nissan, parceira da Renault, também começou devagar sua carreira no Brasil: 169 clientes compraram o modelo no mês passado.

O cupê CLC, feito pela Mercedes-Benz em Juiz de Fora, voltou a vender 102 unidades enquanto o pequeno Smart ForTwo, de dois lugares, estreou vendendo 75 carros. O Mini, da BMW, foi mais modesto, com 30 emplacamentos em abril. Por fim, o Kia Mohave, utilitário esportivo de grande porte coreano, subiu de 16 para 55 exemplares.

Os veículos mais vendidos do Brasil

As marcas mais vendidas do Brasil

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/