A já extensa lista de versões do sedã Siena, da Fiat, acaba de ganhar mais dois modelos. São o Siena EL 1.4 e a série especial Sporting, com motor 1.6 E.torQ e visual esportivo. O modelo liderava o segmento de sedãs compactos até meados do ano, quando a GM relançou o Classic com visual atualizado e que refletiu numa guinada nas vendas. Agora, a Fiat tenta inverter a tendência com a ampliação da família Siena.

A versão Sporting já era aguardada há bastante tempo, mas a Fiat a deixou na geladeira enquanto lançava o novo Uno. Nela, o sedã incorpora diversos adereços estéticos alusivos ao visual esportivo como faróis com máscara negra, minissaias e spoilers, aerofólio e soleiras, além de rodas aro 15 de desenho exclusivo.

No interior, solução semelhante: volante e manopla do câmbio de couro, grafismo diferenciado no painel, bancos exclusivos e outros detalhes específicos. Mas a Fiat resolveu mexer na performance também, coisa rara nos “esportivos” de visual. O câmbio, por exemplo, tem diferencial encurtado para oferecer mais torque em baixa, e suspensão rebaixada em 5 mm e enrijecida.

Como itens de série estão o ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, trava elétrica, volante com regulagem de altura, computador de bordo e follow me home. O preço sugerido é de R$ 46.610 com câmbio manual e de R$ 48.980 para a transmissão Dualogic.

Best-seller

A Fiat também decidiu ampliar a oferta da versão EL, a mais vendida da linha. Agora o consumidor pode optar pelo motor 1.4 além do 1.0 original. A grande vantagem dessa versão é reunir o visual mais recente do modelo com um custo-benefício atraente que inclui direção hidráulica, comando interno do porta malas e da tampa do combustível, My Car, Follow Me Home, computador de bordo, conta-giros, entre outros. O valor pedido pela Fiat é de R$ 35.180, ou R$ 2.060 a mais que o EL 1.0.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/