Recuperando-se da concordata a que recorreu em 2009, a montadora coreana SsangYong quer concentrar seus esforços em dois mercados emergentes, a China e o Brasil. Seu executivo principal,  Suk-Ho Lim, esteve no país recentemente e declarou que a marca já voltou a produzir nos mesmos níveis de antes da crise.
 
Lim também divulgou que a marca lançará no Salão de Paris a versão de produção do crossover C200, revelado na edição de 2008 do mesmo evento. O C200 fará sua estreia na América Latina durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro.
 
O C200 é o primeiro modelo da SsangYong com chassi monobloco e antecipa uma mudança de estratégia na empresa que lançará uma inédita linha de automóveis e um compacto premium com motor 1.6 litro.
 
A SsangYong sobreviveu à crise em 2009 graças a um empréstimo do governo sul-coreano no valor de US$ 300 milhões. Com isso, precisou demitir cerca de 2 mil funcionários. No Brasil, a marca emplacou 1 250 unidades em 2009, queda de 10% em relação a 2008.
Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/

Veja mais notícias da marca