Aos poucos o Brasil começa a entrar no mapa dos países construtores de veículos superesportivos. No Salão do Automóvel de São Paulo, o público pode conhecer o Rossin-Bertin Vorax, modelo ainda conceitual que deve se tornar realidade somente em 2012. Mas vem mais por ai. Previsto já para o próximo ano, o DoniRosset, desenvolvido pela equipe Amoritz GT, será o primeiro representante tupiniquim no segmento restrito até então à montadoras européias e norte-americanas.

Segundo informe da empresa, o DoniRosset será impulsionado pelo motor 8.4 V10, o mesmo do consagrado Dodge Viper. No modelo brasileiro, o bloco será ajustado para rodar com etanol e sua potência será de 1.007 cv, o que fará dele um dos veículos mais potentes do mundo. E como todo carro desse nicho, poucos terão acesso ao produto. De acordo com os idealizadores do projeto, somente 50 unidades do veículo serão fabricadas.

Quando chegar ao mercado, os idealizadores do projeto acreditam que o preço final da máquina deve chegar a R$ 2 milhões. No entanto, ainda não há informações sobre o desempenho do DoniRossot.

Thiago Vinholes

|